Após 24 horas, advogado suspeito de matar namorada se entrega a polícia em Balneário Camboriú - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
08 de Agosto de 2020

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Vale apena uvir de novo

07:00h

Vale apena uvir de...

Ouça Agora

Contatos com a Cidade

07:30h

Contatos com a Cid...

Na sequência



Após 24 horas, advogado suspeito de matar namorada se entrega a polícia em Balneário Camboriú

04/04/2019 00:21

O advogado Paulo de Carvalho Souza suspeito de matar sua namorada, acabou se entregando após 24 horas, depois de uma negociação cansativa com diversas ameças de se suicidar, o advogado acabou se rendendo no final da tarde desta quarta-feira(03), aparentemente por estar muito cansado.

Paulo estava em negociação com os policias há aproximadamente 24 horas, durante este tempo, por diversas vezes, Paulo colocou seu corpo para fora da sacada ameaçando pular, o caso chocou a cidade e repercutiu nacionalmente.

Com o rendimento de Paulo, finalmente a perícia poderá adentrar o local para começar as investigações e recolher o corpo de Lucimara.

Entenda o caso:

Um homem chamado Paulo de Carvalho Souza de 42 anos é suspeito de matar Lucimara Stasiak de 29 anos a facadas há cerca de 6 dias, e manter o corpo dentro do apartamento com gelo, supostamente para disfarçar o cheiro,  no edifício Ilha de Paquetá, rua 3150 no centro de Balneário Camboriú.

Paulo é advogado, assim como Lucimara.

Os vizinhos teriam suspeitado de Paulo pois ouviram uma briga entre o casal na última quinta-feira, e após isso Lucimara não foi mais vista, além disso os vizinhos notaram a entrada de Paulo com sacos plásticos e gelo, e acionaram a polícia.

Os policias do BOPE conseguiram entrar no apartamento e confirmar a morte de Lucimara, porém, Paulo se trancou na sacada, pedindo que ninguém se aproxima-se, caso contrário irá se jogar do sétimo andar.

O corpo de Lucimara permaneceu no apartamento durante toda a ocorrência, para que o local do crime não fosse alterado, enquanto Paulo não se rendesse.

Paulo disse aos policias que teve surto psicótico e achou que esfaqueava aranhas e não Lucimara.

De acordo com a PM, um amigo de Paulo afirmou que o advogado tem um histórico de crises, já foi internado e atualmente toma remédios controlados.

Fonte: bcnoticias.com.br

Todos os direitos reservados © 2020

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD