Aumento do gás natural prejudica indústrias e motoristas em SC - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
21 de Outubro de 2018

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Musical Sentinela

13:30h

Musical Sentinela

Ouça Agora

Santa Missa

19:00h

Santa Missa

Na sequência



Aumento do gás natural prejudica indústrias e motoristas em SC

03/10/2018 09:13

O gás natural registrou um novo aumento em Santa Catarina em outubro: 11,63%. O reajuste impacta na indústria do estado, principalmente no setor cerâmico. Em relação ao gás natural veicular (GNV) o aumento ocorreu de forma imediata e reflete no bolso dos consumidores nos postos de combustível.

Indústria

Quando o gás natural aumenta, o impacto maior reflete para os consumidores da área da indústria, que consome 81% de todo produto usado no estado. No segmento da cerâmica, o custo com os fornos é o que mais pesa.

"É um setor que representa 38% do consumo de gás em Santa Catarina. Isso inibe novos investimentos, prejudica o planejamento feito", afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar.

O motivo, segundo a SC Gás, é a alta do dólar. É o quarto aumento do gás natural usado pela indústria só este ano (confira tabela abaixo).

Aumento do gás natural em SC em 2018

Mês Aumento
Janeiro 9%
Abril 6,98%
Julho 26%
Outubro 11,63%

Enquanto o aumento para a indústria demora um pouco mais para chegar até o consumidor, nos postos de combustível o reajuste começou a valer na segunda-feira (1º). O metro cúbico do gás ficou cerca de R$ 0,20 mais caro nos postos da Grande Florianópolis.

O ano começou com o gás na faixa dos R$ 2 e vai terminar na faixa dos R$ 3. O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Minerais de Florianópolis (Sindópolis) disse que não tem como absorver parte do reajuste e adiantou que pode vir mais aumento em breve.

"Daqui 15 dias, a Secretaria do Estado da Fazenda vai fazer a análise do preço médio e ela, com certeza, vai também aumentar a base de cálculo do imposto. Então, teremos um novo aumento, em torno de 20%, sobre a base de cálculo aumentada", afirmou o vice-presidente do Sindópolis, Joel Fernandes.

Fonte: G1 Santa Catarina
Link de origem
Revisão e responsabilidade do site

Todos os direitos reservados © 2018

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD