Autor de homicídio é preso na cidade de Brusque - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
24 de Setembro de 2017

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Santa Missa

08:00h

Santa Missa

Ouça Agora

Musical Sentinela

09:00h

Musical Sentinela

Na sequência


Classificados

VENDE-SE

Vendo conjunto com 27 moldes variados de flores e folhas para modelar ...

VENDE-SE

Vendo grades de janela....

VENDE-SE

Vendo box de vidro usado desmontado. R$200,00....

+ Anúncios Classificados

Histórico de Imagens

Histórico de Imagens

Fotos e Eventos



Autor de homicídio é preso na cidade de Brusque

14/04/2016 10:17

Sayron Cortez Pereira Alves (20) foi preso na última sexta-feira (8), em uma operação feita pelas polícias Civil e Militar. Ele é apontado como autor do homicídio de Willian Pacheco (27), no dia 16 de janeiro de 2016. De acordo com a polícia, o mandante da execução ainda permanece foragido.

Segundo o delegado Alex Bonfim Reis, responsável pela Divisão de Investigações Criminais (DIC), o crime ocorreu na Rua Jose Walendowsky, Bairro Limeira, local bastante escuro. Pacheco foi morto com quatro tiros – três na região da cabeça e um nas costas. “A perícia mostrou que foi a uma distância curta e também os disparos na cabeça mostram nítidos sinais de execução”, afirma.

A partir do crime, a polícia iniciou as investigações buscando a autoria do homicídio. De início, o delegado conta que foi realizada uma análise no celular da vítima, tanto no histórico de ligações feitas e recebidas, quanto nas mensagens. “Nós identificamos um número em particular, que teria sido a última chamada da vítima antes da execução”. Ao contatar a pessoa dona do chip, a polícia teve a informação de que uma terceira pessoa teria usado o número durante o período, que seria Alves.

Em continuação à investigação, os policiais identificaram o veículo utilizado no dia do crime, por meio de câmeras. “Após ouvir uma série de testemunhas, nós descobrimos que o Sayron estava nesse veículo, ligou para a vítima, colocou ela no local e encontrou ela usando esse veículo”. O suspeito teria andado com Pacheco até um local mais escuro e executado.

MOTIVAÇÃO

No entanto, apesar dele já ter sido preso, a polícia tem a informação de que uma terceira pessoa havia ordenado a morte. Ambos fazem parte da facção criminosa intitulada Primeiro Grupo Catarinense (PGC).

A motivação do crime teria sido ocasionada por uma desavença entre essa terceira pessoa e Willian Pacheco. “A vítima e o mandante teriam se desentendido de longa data, inclusive com brigas e vias de fato. Não bastassem as agressões físicas, a vítima teria se relacionado com uma ex-companheira do mandante”, explica.

Como a operação ocorreu na última semana, as informações permaneceram em sigilo para que o terceiro envolvido pudesse, também, ser preso. Porém, em tempo hábil ele conseguiu fugir da polícia, mas já foi identificado na investigação. “Inclusive, na residência do mandante nós conseguimos identificar uma carta, que aparentemente foi encaminhada do presídio de Mossoró (RN), onde há indícios que seria uma conversa entre líderes de facções criminosas”, pontua.

Sayron nega a participação do crime, inclusive a autoria do homicídio, entretanto, o delegado assegura que há relatos de testemunhas que, categoricamente, garantem que foi ele o executor. Ele deve ser indiciado por homicídio qualificado e já se encontra na Unidade Prisional Avançada (UPA) de Brusque.

Fonte: Rádio Cidade
Link de Origem       
Revisão e Responsabilidade do Site    

 

Todos os direitos reservados © 2017

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD