Cidades de SC anunciam medidas para evitar aglomerações no feriadão - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
24 de Novembro de 2020

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale



Cidades de SC anunciam medidas para evitar aglomerações no feriadão

29/10/2020 13:45

Ao menos três cidades do litoral catarinense anunciaram que devem intensificar a fiscalização para garantir o cumprimento de medidas contra a Covid-19 e evitar aglomerações nas praias, principalmente em cidades acionadas pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Pela portaria estadual, é proibido permanecer em locais públicos em regiões avaliadas no mapa de risco com em estado grave para a Covid-19, como é o caso de Imbituba, no Sul, Balneário Camboriú, no Litoral Norte, e de Florianópolis.

O Governo do Estado também lançou o projeto Vigia Covid, para que as pessoas denunciem quando perceber pessoas sem usar máscara, locais com aglomerações e sem distanciamento.

Segundo o governo, podem ser acionadas a Polícia Militar, a Vigilância Sanitária, Polícia Civil ou até mesmo os bombeiros, a depender do tipo de ocorrência, conforme detalhado no portal online do projeto.

Imbituba

O município publicou um decreto com todas as medidas que foram acordadas com o Ministério Público numa reunião na semana passada. Quem for à praia, pode tomar banho de mar e fazer esportes individuais, mas tomar sol e ficar na areia por lazer estão proibidos.

No decreto, também consta que não pode levar caixas de isopor, bebidas, cadeiras, guarda-sóis e caixas de som para a praia. Os ambulantes não podem mais trabalhar no local. A íntegra do decreto está no site da prefeitura.

Praia do Rosa em Imbituba teve registro de aglomerações no feriadão de 12 de outubro  — Foto: Foto: Reprodução Redes Sociais/NSC

Praia do Rosa em Imbituba teve registro de aglomerações no feriadão de 12 de outubro — Foto: Foto: Reprodução Redes Sociais/NSC

As medidas foram tomadas porque no último feriadão, de 12 de outubro, tanto nas praias quanto no Centrinho da Praia do Rosa, houve aglomeração e desrespeito às medidas sanitárias.

Conforme o decreto, cabe às Vigilâncias Epidemiológica e Sanitária fiscalizar as medidas - e elas estão autorizadas a solicitar apoio policial.

O Ministério Público também solicitou ao Comando da Polícia Militar reforço no feriado. A PM informou que terá o reforço de 17 policiais por dia, além do efetivo local, para fiscalizar medidas sanitárias em Imbituba e Garopaba no feriadão.

Balneário Camboriú

Lanchas ficaram presas uma às outras com aglomeração de pessoas no feriadão de 12 de outubro em Balneário Camboriú  — Foto: Prefeitura de Balneário Camboriú/Divulgação

Lanchas ficaram presas uma às outras com aglomeração de pessoas no feriadão de 12 de outubro em Balneário Camboriú — Foto: Prefeitura de Balneário Camboriú/Divulgação

Em Balneário Camboriú, o MPSC também recomendou que a prefeitura contenha a aglomeração no feriadão de finados. O documento diz que, no feriado anterior, houve aglomeração, pessoas sem máscaras na rua e até em casas noturnas - que nem poderiam estar abertas. Houve, inclusive, aglomerações em lanchas.

Como resposta, a prefeitura anunciou nesta quarta-feira (28) que organizou uma grande operação que começa na sexta (30) e vai até segunda (2). Haverá distribuição de máscaras e álcool em gel em vários pontos da cidade, inclusive na Praia Central, e a fiscalização será intensificada.

Florianópolis

Na capital catarinense, o Ministério Público expediu nesta quarta uma recomendação para que "medidas concretas de prevenção, combate e fiscalização" sejam tomadas, mas não especificou os atos que devem ser feitos.

Segundo a prefeitura, restaurantes, bares, praias e cemitérios serão fiscalizados pela Guarda Municipal e PM. Essas forças de segurança vão verificar o distanciamento adequado e uso de máscara. Denúncias também podem ser feitas para a Vigilância Sanitária.

Situação da Covid-19 em SC

Segundo o boletim do governo do estado publicado na noite desta quarta-feira (28), foram 252.551 pacientes de Covid-19 em território catarinense desde o início da pandemia, com 3.068 mortes.

Em relação ao mapa de risco, quatro regiões de Santa Catarina elevaram o risco de contágio para a transmissão do coronavírus durante a última semana. Com isso, oito regiões catarinenses estão com risco de transmissibilidade grave. Outros oito são classificados com risco alto.

Fonte: G1 Santa Catarina
Link de Origem
Revisão e responsabilidade do site

Todos os direitos reservados © 2020

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD