CPI da Pedofilia deve terminar sem pedir indiciamentos - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
23 de Outubro de 2020

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

CAFE COM JOTA

05:05h

CAFE COM JOTA

Ouça Agora

Jornal Sentinela

07:00h

Jornal Sentinela

Na sequência



CPI da Pedofilia deve terminar sem pedir indiciamentos

magnomaltacpiMD.jpg grabusoinfantilgMD.jpg

A CPI da Pedofilia apresenta nesta quinta-feira (16) relatório final em que deve deixar de fora pedidos de indiciamentos de pessoas investigadas por suspeita de exploração sexual contra crianças e adolescentes. A comissão investigou denúncias de crimes em nove estados por quase três anos.

O relatório final, de 1.995 páginas e ao qual o G1 teve acesso com exclusividade, relaciona casos de pedofilia e ações feitas pelas polícias em noves estados – Goiás, Roraima, Pará, São Paulo, Espírito Santo, Piauí, Amazonas, Alagoas e Bahia. Crimes praticados por meio da internet também foi alvo das investigações da comissão.

O relatório do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) aponta políticos, religiosos e até magistrados como suspeitos pela prática dos crimes. A reportagem deixou recado no telefone do senador, mas não teve resposta até a publicação desse texto.

3.558 casos de pedofilia foram registrados no Pará entre 2004 e 2008, segundo a CPI

Segundo a assessoria do presidente da comissão, senador Magno Malta (PR-ES), o relatório da CPI não pediu indiciamentos porque os envolvidos com os supostos crimes teriam confessado ligação com os casos ao longo das investigações, o que teria resultado no indiciamento de vários suspeitos.

O relatório faz menção a vários casos investigados, como o de uma organização desbaratada em Niquelândia (GO), em 2007. Segundo a CPI, dos 24 suspeitos de ligação com crimes de pedofilia investigados na cidade, 23 acabaram denunciados pelo Ministério Público e 11 foram indiciados.

Entre os indiciados estavam dois secretários municipais, o ex-chefe de gabinete da prefeitura e um administrador regional do município. As acusações iam desde a facilitação do acesso aos menores até a ocorrência de relações sexuais com crianças e adolescentes.

fonte:g1

Todos os direitos reservados © 2020

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD