Equipe gasparense participa do 6º Campeonato Sul Brasileiro de Capoeira - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
25 de Maio de 2019

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Vale apena uvir de novo

06:30h

Vale apena uvir de...

Ouça Agora

Contatos com a Cidade

07:30h

Contatos com a Cid...

Na sequência



Equipe gasparense participa do 6º Campeonato Sul Brasileiro de Capoeira

07/05/2019 11:23

No dia 18 de maio, será realizado em Rio do Sul, a 6ª edição do Campeonato Sul Brasileiro de Capoeria. O evento vai reunir equipes de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e equipes de estados  próximos a região sul do país.

A equipe de Capoeira Brasileira de Gaspar, treinada pelo professor Guga, vai participar do evento esportivo, nas categorias adulto e infantil, masculino e feminino.

Os atletas gasparenses da  Escola de Capoeira Brasileira realizam os   treinos na Sociedade União no Bairro Margem Esquerda. Crianças à partir dos 5 anos já podem iniciar nas aulas de capoeira, pois este esporte não tem limite de idade.

Segundo o professor Guga a capoeira vem crescendo no país a cada ano,  mas  ainda enfrenta dificuldades para encontrar apoio junto ao poder público e privado. Em Gaspar a capoeira está sendo custeada pelos pais dos atletas.

O campeonato Sul Brasileiro vai reunir equipes muito qualificadas, mas os atletas de Gaspar já estão preparados para a  competição sul brasileira e prometem trazer bons resultados para a cidade, afirma Guga.

Quem quiser conhecer melhor o trabalho da Equipe Brasileira de Capoeira pode acessar www.equipecapoeirabrasileira.com.br

 Reportagem: Gil Dias

 

 Raízes africanas 

 A história da capoeira começou no século XVI, na época em que o Brasil era colônia de Portugal. A mão de obra escrava africana foi muito utilizada no Brasil, principalmente nos engenhos (fazendas produtoras de açúcar) do nordeste brasileiro. Muitos destes escravos vinham da região de Angola, também colônia portuguesa. Os angolanos, na África, faziam muitas danças ao som de músicas. 

 No Brasil 

 Ao chegarem ao Brasil, os africanos perceberam a necessidade de desenvolver formas de proteção contra a violência e repressão dos colonizadores brasileiros. Eram constantemente alvos de práticas violentas e castigos dos senhores de engenho. Quando fugiam das fazendas, eram perseguidos pelos capitães-do-mato, que tinham uma maneira de captura muito violenta.  Os senhores de engenho proibiam os escravos de praticar qualquer tipo de luta. 

Todos os direitos reservados © 2019

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD