Gaspar presente no II Seminário Estadual de Saneamento Ambiental - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
17 de Janeiro de 2021

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Santa Missa

08:00h

Santa Missa

Ouça Agora

PARADÃO DA SENTINELA

09:00h

PARADÃO DA SENTINE...

Na sequência



Gaspar presente no II Seminário Estadual de Saneamento Ambiental

seminarioMD.jpg

As servidoras do SAMAE Irodete Barbieri da Silva e Fernanda Gelatti, o assessor administrativo da secretaria da Agricultura Jadison Alexsander Fernandes e o procurador do Município Rafael Salvan Fernandes estiveram presentes no II Seminário Estadual de Saneamento Ambiental. O evento aconteceu nos dias 12 e 13 de agosto na Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), em Florianópolis.O II Seminário Estadual apresentou temas relacionados à gestão ambiental municipal, políticas ambientais, financiamento de gestão ambiental, saneamento básico e regulação dos serviços públicos de saneamento básico. Teve como objetivos construir competências junto aos poderes públicos, capacitando os seus gestores e técnicos, bem como oportunizar discussões acerca de alguns temas que envolvem o saneamento ambiental. Para a engenheira ambiental do SAMAE, Fernanda Gelatti, os palestrantes do seminário mencionaram a importância da integração dos municípios mediante parcerias de cooperação técnica e a aplicação de medidas em nível local, já que é no município que os problemas acontecem. “Além disso, o evento enfatizou aos gestores a responsabilidade que estes possuem na implantação de políticas que favoreçam o saneamento ambiental”, salienta.Outro tema relevante discutido no seminário e que se aplica a realidade de Gaspar, na avaliação de Jadison Alexsander Fernandes, foi a questão da municipalização do licenciamento ambiental. “Atualmente as licenças ambientais são emitida pelo órgão estadual fiscalizador, no caso a FATMA (Fundação do Meio Ambiente), pois Gaspar ainda não possui habilitação para este procedimento. Porém, a idéia é municipalizar os serviços de licenciamento ambiental, de atividades de impacto poluidor local”, comenta. A licença ambiental é um documento com prazo de validade definido no qual o órgão ambiental estabelece regras, condições, restrições e medidas de controle ambiental a serem seguidas pela atividade que está sendo licenciada. Um dos assuntos em pauta também foi a questão do controle de perdas e redução do consumo de água e energia em sistemas de abastecimento de água, onde os maiores problemas estão no sistema de distribuição. “Nesta palestra discutimos a importância do envolvimento da comunidade em ser parceira na comunicação dos vazamentos e no consumo consciente, sendo que o maior desafio hoje é a criação de programas eficientes de combate ao desperdício de água”, diz a diretora geral do SAMAE, Irodete Barbieri da Silva.Neste mês, em agosto, quando houve a regulamentação da Lei que define a Política Nacional de Resíduos Sólidos, um tema bastante oportuno foi o gerenciamento integrado dos resíduos sólidos urbanos. A palestra foi ministrada pela engenheira da Companhia de Melhoramentos da Capital (COMCAP), Flávia Vieira Guimarães Oro fino. Flávia comentou que o que pode ser lixo para uns, pode ser matéria prima para outros e disse também que a produção de lixo cresceu muito, mais até que o crescimento populacional. O II Seminário Estadual de Saneamento Ambiental foi promovido pela Federação Catarinense de Municípios (FECAM) em parceria com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), com o apoio das Associações de Municípios e do Fundo para a Reconstituição de Bens Lesados (FRBL).

Todos os direitos reservados © 2021

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD