Gasparense morre com suspeita de febre amarela - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
17 de Agosto de 2018

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

A Voz do Brasil

19:00h

A Voz do Brasil

Ouça Agora

Brasil Caboclo

20:00h

Brasil Caboclo

Na sequência

Panorama Agricola(Reprise)

21:30h

Panorama Agricola(...



Gasparense morre com suspeita de febre amarela

18/01/2018 08:15

A vítima, uma senhora de 57 anos, era moradora do bairro Poço Grande e foi viajar para casa de familiares, no último dia 29 de dezembro de 2017, para o município de Mairiporã no estado de São Paulo, que decretou no dia 12 de janeiro, calamidade pública, devido a doença que já tem seis mortes confirmadas no município, de um total de 13 casos de pessoas que foram contagiadas e 57 casos suspeitos.

Conforme familiares ela retornou para Gaspar no dia 06 de janeiro de 2018 e começou a sentir os sintomas no dia 09 de janeiro e foi até o Hospital de Gaspar para atendimento médico e alertou quanto a suspeita de ter contraído a febre amarela em razão de sua viagem a município de Mairiporã, que enfrenta o surto da doença, mas não foi orientada quanto aos procedimentos que deveriam ser feitos para o dianóstico e tratamento se fosse mesmo febre amarela, somente foi medicada e voltou para casa.

Como não houve melhora em seu quadro de saúde, ela voltou no último sábado, 13, para o Hospital de Gaspar, onde imediatamente foi internada, mas sua saúde se agravou ainda mais e na noite de terça-feira, 16, precisou ser encaminhada urgentemente para o Hospital Santa Isabel de Blumenau, onde veio a falecer na quarta-feira, 17, às 09 horas.

Após sua morte a família recebeu a notícia que ela tinha contraído a febre amarela, mas ainda aguarda a confirmação oficial da Vigilância Epidemiológica.

Sobre a Febre Amarela

O que é?

A febre amarela é uma doença infecciosa aguda, de curta duração (no máximo 10 dias), gravidade variável, causada pelo vírus da febre amarela, que ocorre na América do Sul e na África.

Qual o microrganismo envolvido?

O vírus RNA. Arbovírus do gênero Flavivirus, família Flaviviridae.

Quais os sintomas?

Os sintomas são: febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo, icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos) e hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina).

Como se transmite?

A febre amarela é transmitida pela picada dos mosquitos transmissores infectados. A transmissão de pessoa para pessoa não existe.

Como tratar?

Não existe nada específico. O tratamento é apenas sintomático e requer cuidados na assistência ao paciente que, sob hospitalização, deve permanecer em repouso com reposição de líquidos e das perdas sanguíneas, quando indicado. Nas formas graves, o paciente deve ser atendido numa Unidade de Terapia Intensiva. Se o paciente não receber assistência médica, ele pode morrer.

Como se prevenir?

A única forma de evitar a febre amarela silvestre é a vacinação contra a doença. A vacina é gratuita e está disponível nos postos de saúde em qualquer época do ano. Ela deve ser aplicada 10 dias antes da viagem para as áreas de risco de transmissão da doença. Pode ser aplicada a partir dos 9 meses e é válida por 10 anos. A vacina é contra-indicada a gestantes, imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e pessoas alérgicas a gema de ovo.

A vacinação é indicada para todas as pessoas que vivem em áreas de risco para a doença (zona rural da Região Norte, Centro Oeste, estado do Maranhão, parte dos estados do Piauí, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), onde há casos da doença em humanos ou circulação do vírus entre animais (macacos).

 

 

 

 

 

Todos os direitos reservados © 2018

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD