Hospital São José de Criciúma anuncia suspensão dos serviços - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
27 de Fevereiro de 2017

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Contatos com a Cidade

08:00h

Contatos com a Cid...

Ouça Agora

Encontro com as Comunidades

11:45h

Encontro com as Co...

Na sequência

Melodia Sertaneja

12:00h

Melodia Sertaneja



Hospital São José de Criciúma anuncia suspensão dos serviços

12/12/2016 11:17

A direção do Hospital São José de Criciúma, no Sul de Santa Catarina, anunciou neste sábado (10) a suspensão de todos os atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a unidade de saúde, as atividades foram suspensas porque os funcionários paralisaram os serviços devido ao atraso de salários. Em 24 de novembro, a unidade já havia suspendido parcialmente os atendimentos.

Em ofício encaminhado neste sábado (10) à Prefeitura de Criciúma informando sobre a suspensão das atividades, a direção do hospital informa que “o quantitativo mínimo de trabalhadores necessários para garantir a segurança do atendimento aos pacientes não está sendo respeitado e que, por questões técnicas, estão suspendendo também todos os atendimentos de Urgência e Emergência, assim como atendimentos do Centro Obstétrico”.

Os serviços de hemodiálise, rádio e quimioterapia seguem até o fim da tarde deste sábado. Conforme a direção do hospital informou à equipe da RBS TV, apenas os 135 pacientes que já estão internados no hospital continuarão sendo atendidos.

De acordo com a assessoria de imprensa da unidade de saúde, os atendimentos particulares estão mantidos, mesmo com o número reduzido de funcionários.

Atraso de repasses
Os funcionários entraram em greve após terem recebido 60% do salário de novembro. Na terça (6), o estado anunciou liberação de recursos, mas o défice nas contas da instituição, que depende tanto do estado como do município, ainda não fechou, segundo a unidade.

A dívida é de R$ 27 milhões, conforme o Hospital São José. Segundo o relatório apresentado pelo Hospital São José, o valor do défice mensal é de R$ 2,5 milhões, dinheiro que deveria ser pago pelos serviços prestados através do Sistema Único de Saúde (SUS) entre dezembro de 2015 até setembro desse ano.

Na quarta (7), a Secretaria de Estado de Saúde do estado repassou quase R$ 2 milhões para a conta do Fundo Municipal de Saúde. Esses valores são referentes a serviços de oncologia prestados nos últimos seis meses. 

No entanto, o município e o Estado questionam os números apresentados pela instituição. A Secretaria diz que a dívida do Estado está paga. A prefeitura também diz que os números não batem e que o município deve para o hospital R$ 1,5 milhão.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, por meio da assessoria de imprensa, o "Estado pagou R$ 4,2 milhões acima do que era de sua responsabilidade junto ao Hospital São José". Ainda conforme a Secretaria, o Estado está investindo para ampliação da estrutura do Hospital São José e, apesar de possuir convênio com o hospital, a gestão é de responsabilidade do município.

O G1 não conseguiu contato com o Comitê gestor da Prefeitura de Criciúma para confirmar o recebimento do ofício até as 12h30 deste sábado.

Superlotação nos hospitais da região
O documento divulgado neste sábado pelo Hospital São José orienta os moradores a procurarem atendimento em outras unidades de sáude da região.

No entanto, desde que as atividades do Hospital São José foram parcialmente suspensas, os hospitais e maternidades de outras cidades do Sul de Santa Catarina estão enfrentando problemas com superlotação, como mostrou o Bom Dia Santa Catarina de sexta-feira (9) - veja no vídeo abaixo.

Fonte: G1
Link de Origem
Revisão e Responsabilidade do Site

Todos os direitos reservados © 2017

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD