IBGE começou a partir de segunda-feira o Censo Agropecuário 2017 - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
19 de Outubro de 2017

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Sentinela da Manhã

05:00h

Sentinela da Manhã

Ouça Agora

Panorama Agricola

05:50h

Panorama Agricola

Na sequência


Classificados

ALUGA-SE

Alugo kitinet centro coloninha ou sete de setembro....

PROCURA-SE

Procuro casa ou Kitinete que contenha 2 quartos e que seja no bairro 7...

ALUGA-SE

Aluga-se apartamento 3 quartos 2 garagens margem esquerda Deifiori (Ar...

+ Anúncios Classificados

Histórico de Imagens

Histórico de Imagens

Fotos e Eventos



IBGE começou a partir de segunda-feira o Censo Agropecuário 2017

04/10/2017 23:04

A partir de outubro de 2017, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai a campo para conhecer as características e a produção de todos os estabelecimentos agropecuários do território brasileiro. É o Censo Agropecuário, Florestal e Aquícola 2017,  a principal e mais completa investigação estatística e territorial sobre a produção agropecuária do país, que irá mobilizar milhares de pessoas desde a fase de seu planejamento até a divulgação dos resultados.

Conforme Leandro Azevedo coordenador do Censo Agropecuário no Vale do Itajaí, em Gaspar serão dois recenseadores que farão este trabalho, eles terão como referência um mapa baseado na lista prévia de estabelecimentos levantados no Censo Agropecuário 2006, e alguns identificados durante o Censo Demográfico 2010, em que constam cerca de 750 estabelecimentos. Além disso, devem percorrer por inteiro os setores censitários definidos, identificando outros estabelecimentos a serem incluídos no Censo.

O Censo Agropecuário terá a coleta de dados executada de outubro de 2017 a fevereiro de 2018, adotando-se como referência o período de 1º de outubro de 2016 a 30 de setembro de 2017, ao qual deverão estar relacionados os dados sobre a propriedade, produção, área, pessoal ocupado, etc. A data de referência adotada para a pesquisa é 30 de setembro de 2017, à qual estarão referidas as informações sobre estoques, efetivos da pecuária, da lavoura permanente e da silvicultura, entre outras totalizações.Todo recenseador do IBGE estará utilizando o uniforme e portando o crachá e o DMC (Dispositivo Móvel de Coleta), conforme as imagens a seguir:A divulgação preliminar deve ser iniciada já no primeiro semestre de 2018 e até o final do segundo semestre devem estar publicados todos os produtos que irão compilar os resultados da operação censitária.

Reportagem Jean Carlo:

Questionários

Confira o questionário completo que será aplicado aos estabelecimentos agropecuários durante o Censo Agro 2017.

De modo a cumprir o planejamento e alcançar os objetivos da pesquisa, o questionário foi elaborado considerando-se como referência o questionário do Censo anterior (2006) e o conteúdo conceitual amparado pelas avaliações técnicas geradas nos diversos fóruns participantes do planejamento da operação, em especial, o Comitê do Censo Agropecuário (interno) e o Fórum de Especialistas e Usuários dos Dados do Censo Agropecuário.

O questionário está dividido em 41 quadros, abrangendo os seguintes temas:

01 - Identificação do Estabelecimento Agropecuário e Área Total

02 - Identificação e Características do Estabelecimento Agropecuário e do Produtor

03 - Distribuição da Área Total do Estabelecimento, segundo a Condição Legal das Terras na Data de Referência

04 - Distribuição da Área Total do Estabelecimento, segundo a Utilização das Terras na Data de Referência

05 - Características do Estabelecimento Agropecuário

06 - Unidades Armazenadoras de Grãos existentes no Estabelecimento na Data de Referência

07 - Tratores, Implementos, Máquinas, Veículos e Aeronaves existentes no Estabelecimento na Data de Referência

08 - Produtor e pessoas com laços de parentesco com ele, trabalhadores permanentes e temporários que trabalharam no estabelecimento no período de referência, por dias trabalhados, além da contratação de serviços por meio de terceiros

09 - Produtor e pessoas com laços de parentesco com ele, trabalhadores permanentes, temporários e parceiros que trabalhavam no estabelecimento na data de referência

10 - Atividades da Pecuária desenvolvidas no Estabelecimento no Período de Referência, Controle de Doenças nos Animais e Suplementação Alimentar

11 a 27 - Bovinos: bois e vacas; Bubalinos: búfalos e búfalas; Equinos: cavalos e éguas; Asininos: jumentos e jumentas; Muares: burros e mulas; Suínos: porcos e porcas; Caprinos: bodes e cabras; Ovinos: carneiros e ovelhas; Galinhas, Galos, Frangas, Frangos e Pintos; Codornas; Outras Aves; Coelhos; Criação de Abelhas; Criação de Peixes, Camarões e Moluscos; Ranicultura: rãs; Sericicultura: bicho-da-seda; Pesca, Apanha ou Captura de Moluscos e Crustáceos

28 - Atividades da Produção Vegetal desenvolvidas no Estabelecimento no Período de Referência

29 - Lavoura Temporária

30 - Lavoura Permanente

31 - Horticultura

32 - Extração Vegetal

33 - Floricultura

34 - Efetivos da Silvicultura

35 - Produtos da Silvicultura

36 - Agroindústria Rural

37 - Outras Receitas do Estabelecimento e Outras Rendas do Produtor

38 - Financiamentos, Empréstimos e Garantia de Preços

39 - Despesas

40 - Autenticação

41 - Observações

Proteção das Informações

Como o IBGE garante a proteção das informações prestadas ao Censo Agropecuário?

As informações individualizadas prestadas ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) são utilizadas única e exclusivamente para fins estatísticos e jamais são passadas para qualquer outro órgão governamental ou empresa de marketing.

Cada servidor do IBGE, incluindo os temporários, assume o compromisso do sigilo estatístico e todos os sistemas e procedimentos da Instituição são construídos tendo em vista esta norma. Assim sendo, quando o IBGE divulga seus resultados, preserva a individualidade e a identidade de seus informantes.

As respostas ao questionário do Censo Agro serão a matéria prima do processo de produção estatística, em que serão agregadas as informações individuais prestadas, retirando-lhes a individualidade e a identidade, para construir resumos das características relevantes da coleção de estabelecimentos e produtos pesquisados.

A proteção da confidencialidade das respostas individuais é de inteira responsabilidade do IBGE, que garante sua segurança com todo rigor. Afinal, a instituição depende da confiança pública para obter as informações de que necessita para disponibilizar para o governo e a sociedade as estatísticas necessárias ao conhecimento do país, o que constitui o motivo de sua existência. Preservar essa confiança é um princípio seguido pelo IBGE com inflexibilidade desde sua fundação, há 81 anos.

Além disso, para assegurar a confidencialidade das informações pessoais, há a legislação brasileira sobre a garantia do sigilo estatístico, à qual o IBGE está submetido:

Também o documento Princípios Fundamentais das Estatísticas Oficiais, que traz um conjunto de recomendações da Comissão de Estatística das Nações Unidas seguido pelo IBGE, é explícito no enunciado do Princípio 6:

“Os dados individuais coletados pelos órgãos de estatística para elaboração de estatísticas, sejam referentes a pessoas físicas ou jurídicas, devem ser estritamente confidenciais e utilizados exclusivamente para fins estatísticos.”

Assim, cada cidadão pode se sentir seguro ao fornecer ao IBGE informações pessoais e referentes a seus estabelecimentos, pois sua privacidade será sempre preservada e garantida.

Em caso de dúvidas quanto ao recenseador que visitar seu estabelecimento, você pode confirmar se ele é vinculado ao IBGE por meio deste link.

Fonte auxiliar: IBGE

Todos os direitos reservados © 2017

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD