Retirada de árvores caídas pode levar até 15 dias em Florianópolis - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
24 de Julho de 2017

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Sentinela da Manhã

05:00h

Sentinela da Manhã

Ouça Agora

Panorama Agricola

05:50h

Panorama Agricola

Na sequência



Retirada de árvores caídas pode levar até 15 dias em Florianópolis

06/12/2016 10:27

Nesta terça-feira (6), a Defesa Civil de Santa Catarina divulgou que 800 pessoas ficaram desalojadas em Florianópolis após os ventos de 118 km/h que atingiram a cidade na madrugada de domingo (4). Nesta manhã, 14 mil unidades consumidoras continuavam sem energia elétrica, sobretudo no Sul da Ilha. Segundo os bombeiros, a remoção de árvores sobre a fiação elétrica e as residências pode levar 15 dias, com uma força-tarefa de mais de 100 homens.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a previsão inicial era de que o trabalho fosse concluído em 10 dias, mas, como só no Sul da Ilha, mais de 100 árvores caíram, a remoção deve levar mais tempo. “Estimamos que em até 15 dias o trabalho de retirada das árvores deve ser concluído para permitir o trabalho da Celesc. Pedimos que as pessoas não tentem resolver o problema sozinhas, por questões de segurança. Nos próximos dias, vamos receber reforço de homens de outras cidades”, disse o tenente-coronel Helton de Souza Zeferino.

Com os danos causados pelo vendaval, a prefeitura decretou situação de emergência ainda no domingo. Conforme a Defesa Civil, com o decreto, o município tem a dispensa de licitação para contratar serviços e pode encaminhar documentos para obter recursos em outras instâncias de governo para reconstruir a cidade.

“Inicialmente, foi divulgado que eram 40 desalojados, devido ao lapso temporal do levantamento de afetados e ao fato de que são vários órgãos envolvidos no trabalho. Há uma demora na computação dos dados, já que prefeitura, Defesa Civil do estado, Casan e outros atuam no atendimento à população. Nesta terça-feira, não temos como mensurar os desalojados, já que temos um controle de quem sai das casas, mas não dos que retornam”, explicou Luiz Eduardo Machado, técnico da Defesa Civil.

Luz e água
Segundo as Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), o restabelecimento da energia elétrica deve ser normalizado até a quarta-feira (7). "A maior demora deve ser nos bairros Ribeirão da Ilha e Campeche, no Sul da Ilha, que foram as áreas mais atingidas", disse Adriano Luz, técnico da Celesc.

Nas regiões Norte e Leste, os maiores problemas são com o fornecimento de água, já que os sistema de bombeamento de água ficou comprometido com a falta de luz. Os bairros Santinho e Lagoa da Conceição são os mais afetados pelo problema.

Escolas afetadas
Na segunda, a Secretaria de Educação informou que 34 escolas foram atingidas pelo vendaval. “Muitas estão sem luz e água, por isso, orientamos as famílias para que antes de levar as crianças à escola, entrem em contato para saber do funcionamento”, disse Luiz Eduardo.

Fonte: G1
Link de Origem
Revisão e Responsabilidade do Site

 

Todos os direitos reservados © 2017

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD