Tragédia do Rio de Janeiro lembra 2008 - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
23 de Outubro de 2020

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

CAFE COM JOTA

05:05h

CAFE COM JOTA

Ouça Agora

Jornal Sentinela

07:00h

Jornal Sentinela

Na sequência



Tragédia do Rio de Janeiro lembra 2008

tragediaMD.jpgOs desabamentos e as chuvas que atingem a região serrana do Rio, deixou até o momento ao menos 510 mortos, segundo as prefeituras dos municípios atingidos. Já foram encontrados 225 corpos em Nova Friburgo, 223 em Teresópolis, 19 em Sumidouro, 39 em Itaipava, distrito de Petrópolis e 4 em São José do Vale do Rio Preto. O número de pessoas que estão fora de casa nas cidades castigadas pela chuva chega próximo aos 13 mil, segundo boletim divulgado nesta quinta-feira pela Defesa Civil estadual. São ao menos 7.780 desalojados (na casa de parentes ou amigos) e outros 6.050 que estão desabrigados (em abrigos do governo). Há 3.600 desalojados e outros 2.800 desabrigados em Petrópolis; 960 desalojados e 1.280 desabrigados em Teresópolis; e 3.220 desalojados e 1.970 desabrigados em Nova Friburgo. Em São José, cerca de 20 mil moradores da cidade de São José do Vale do Rio Preto estão isolados. A afirmação é do deputado estadual Nilton Salomão (PT), que tenta acessar o município, localizado a 40 quilômetros de Teresópolis e mais de 72 km de Petrópolis."As águas que desceram por Teresópolis chegaram a cidade com uma força brutal e arrebentaram tudo. Tive informações que a delegacia foi totalmente destruída e nenhum telefone funciona desde ontem", disse Salomão. Segundo ele, ninguém fez uma estimativa do número de vítimas fatais na cidade. As imagens de uma mulher resgatada por uma corda puxada por vizinhos foram registradas naquela cidade. O prefeito de São José do Vale do Rio Preto, Adilson Faraco Brügger de Oliveira, se refugiou na prefeitura de Sapucaia, cidade vizinha. "Ele conseguiu chegar até aqui por uma estrada de terra e retornou ontem mesmo. Perdemos o contato com ele, porque nenhum celular funciona por lá. A cidade está sem luz e água. A situação é preocupante. Ninguém sabe o número de mortos", disse o secretário de Comunicação Social de Sapucaia, Sérgio Campante. Em contato com o repórter Jota Aguiar, o Tenente Alcione Gragas, fez um comparativo desta tragédia com o que o estado de Santa Catarina viveu em 2008, ouça.

Todos os direitos reservados © 2020

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD