Única ambulância do Samu de Brusque está parada há 15 dias - Rádio Sentinela do Vale

Gaspar / SC
03 de Junho de 2020

Página Inicial Rádio Sentinela do Vale!

Rádio Sentinela do Vale

Programação

Programa Contatos com a Cidades

08:00h

Programa Contatos ...

Ouça Agora

Programa Sindicato Rural

11:00h

Programa Sindicato...

Na sequência

Encontro com as Comunidades

11:45h

Encontro com as Co...



Única ambulância do Samu de Brusque está parada há 15 dias

24/11/2015 09:29

A única ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Brusque está parada há cerca de 15 dias para consertos mecânicos. As emergências destinadas ao Samu, que até então eram realizadas pelo serviço, estão sendo repassadas para o Corpo de Bombeiros Militar.

Segundo a secretária de Saúde, Ivonir Zanatta Webster, a Crespa, a ambulância foi retirada para não oferecer risco à vida dos funcionários e pacientes. Além disso, ela também disse que já está sendo providenciada uma ambulância “branca”, usada pelo município, para substituir a viatura do Samu. “Porque quem fornece a ambulância do Samu é o estado (governo do estado), através do ministério que vem para o estado e que, posteriormente, fornece ao município”, explica.

Crespa também relatou que ofícios foram enviados para requerer a substituição da ambulância, mas até o momento não houve retorno. “A gente está se virando com aquilo que tem no município, e quem está fazendo essa cobertura é o Corpo de Bombeiros, que a gente também tem um convênio”, afirma. Além disso, como a central de regulação do Serviço fica em Blumenau, se houver alguma ocorrência grave, os socorristas do município podem se deslocar até Brusque.  

O tenente Hugo Manfrin Dalossi, comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Brusque, também explicou que, embora sejam duas equipes, não há diferenças entre as ambulâncias do Samu e do Bombeiro. “Ambas são de suporte básico à vida, a diferença é que o bombeiro se volta mais à área de traumas e acidentes, enquanto o Samu aos transportes clínicos e inter-hospitalares”. Outra distinção, conforme Manfrin, é que a viatura do Samu conta com um técnico de enfermagem, o qual pode ministrar alguns medicamentos regulados pelo médico.

Apesar de o Corpo de Bombeiros ter tido êxito nos atendimentos durante essas semanas, o comandante não deixou de dizer que houve aumento no número de ocorrências. “Na medida do possível nós temos atendido a demanda, porém, realmente faz falta essa viatura do Samu ativada”, afirma.

Fonte: Rádio Cidade
Link de Origem       
Revisão e Responsabilidade do Site    

Todos os direitos reservados © 2020

| Rádio Sentinela do Vale - Rua São Pedro, 245 - Centro / Gaspar | Telefone: (47) 3332-0783

by SoftD